O que é Merchandising Field Automation (MFA)? Entenda aqui

4 minutos para ler

Se você não sabe exatamente o que é MFA ou mesmo se o termo lhe é completamente desconhecido, não se preocupe. Ele é relativamente novo e ainda pouco aplicado no Brasil.

Contudo, só de imaginar algumas das tarefas de preenchimento de dados e levantamento de informações — tão necessárias ao merchandising — sendo automatizadas, já dá para ter uma ideia dos benefícios em produtividade do MFA. De fato, os resultados são impactantes e motivadores. Continue a leitura e confira você mesmo!

O que é MFA?

MFA é uma solução de automação para ações de merchandising, especialmente as que ocorrem no campo, ou seja, nas lojas de varejo, e envolvem o levantamento e o registro de dados.

Os dados sempre formaram a base sobre a qual os varejistas criam e administram seus negócios, mas a informação tem se tornado cada vez mais essencial com o processo de transformação digital — que, ao menos na sua essência, se caracteriza por um novo modo de usar os dados para gerar valor ao consumidor.

Nesse contexto, o levantamento de dados sobre os itens expostos no varejo é um processo crítico do merchandising. É com base nessas informações que insights são gerados, decisões são tomadas e aprimoramentos aplicados.

No entanto, os processos envolvidos nesse exercício, se realizados manualmente, podem demorar semanas e estão mais propensos a erros. Todos esses gaps podem ser resolvidos por meio da automação.

Como funciona?

O MFA começa com a digitalização da transferência de dados da indústria para o varejista, por meio de plataformas de cadastro de produtos. Os dados são disponibilizados em um formato padrão e podem ser personalizados de acordo com a necessidade de cada parceria, quando for o caso.

Essa solução reduz significativamente a carga de trabalho em toda a cadeia produtiva, pois pode operar integrada às aplicações de ambas as empresas, eliminando a necessidade de digitar o mesmo conteúdo mais de uma vez, além de permitir o compartilhamento de fotos e outros itens necessários às ações promocionais.

O segundo passo envolve o uso de Inteligência Artificial (IA) e reconhecimento de imagens para agregar dados sobre atributos de produtos, criar títulos e gerar cópias, de modo a criar recursos atrativos no PDV.

Com o uso de versões avançadas de IA que permitem o aprendizado, os dados são enriquecidos continuamente, conforme os clientes interagem com o produto. Com o cruzamento de informações obtidas de modos variados, o sistema consegue determinar aspectos relevantes para a experiência de compra, que se torna cada vez melhor.

O sistema identifica padrões de consumo que enriquecem características comportamentais. Esses dados serão atualizados de maneira constante, com base na forma como os clientes se manifestam sobre o produto, por meio de pesquisas, nas redes sociais e em qualquer outro meio digital que permita acesso.

Quais as vantagens do MFA?

As vantagens mais evidentes envolvem o aumento da produtividade, benefício proporcionado por qualquer automação. Porém, o maior ganho está na mudança de foco da equipe, que, desocupada de atividades operacionais repetitivas e trabalhosas, pode ser concentrar na análise das informações e impressões do cliente.

Agora que você sabe o que é MFA e já tem uma boa ideia de como ele funciona, saiba que sua aplicação tem crescido de modo significativo nos países mais avançados na transformação digital. Por aqui, ele é uma oportunidade para quem estiver disposto a inovar e sair na frente da concorrência.

Na sua experiência, como essa tecnologia pode ser aplicada no Brasil? Deixe o seu comentário!

Cases de sucesso SimplusPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário