Logística farmacêutica: como otimizar esse processo?

6 minutos para ler

A gestão de uma farmácia exige a atenção constante. Afinal, são muitos detalhes a serem levados em consideração para garantir que o estabelecimento tenha um bom desempenho no mercado. Nesse cenário, o setor de logística farmacêutica ganha destaque como sendo a peça-chave para coordenar o fluxo de processos de planejamento do transporte e armazenamento de mercadorias.

Trata-se de uma área de fundamental importância para o pleno crescimento do negócio e cercada de desafios, como a atualização frequente do estoque, a organização dos pedidos, a negociação com fornecedores, a armazenagem adequada dos remédios, o controle da entrada e saída de medicamentos e os processos de entrega, por exemplo.

Quer otimizar esse setor e aumentar os resultados do seu negócio? Neste artigo, nós vamos apresentar as principais informações sobre a logística farmacêutica. Boa leitura!

A importância da logística em uma farmácia

A logística farmacêutica abrange todas as ações direcionadas para garantir a adequada compra, estoque, transporte, distribuição, armazenamento e saída de produtos do estoque para o destinatário final, sempre tomando o cuidado para garantir a preservação e a integridade física e microbiológica dos medicamentos.

Por isso, a equipe deve ter conhecimento sobre os detalhes envolvidos em cada etapa da cadeia farmacêutica, com o intuito de assegurar que o remédio vai chegar, em segurança, até as mãos do cliente.

Principais desafios da logística na indústria farmacêutica

A indústria de medicamentos vem passando por vários obstáculos ao longo de sua rotina de atividades. Conheça, a seguir, quais são os grandes desafios logísticos que o setor está tendo que enfrentar.

Obediência aos padrões de qualidade

É importante garantir que a indústria e a farmácia estão atuando conforme os padrões de qualidade que foram estabelecidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Esse órgão do governo federal é responsável por fazer a vistoria e fiscalização das operações relativas à indústria de medicamentos, como:

  • garantir que as embalagens contêm informações claras sobre a composição do medicamento e seu uso;
  • necessidade de classificação e controle de medicamentos considerados como perigosos e controlados;
  • necessidade de cuidados extras ao armazenar e manipular medicamentos perecíveis;
  • detalhamento das etapas que compõem o processo logístico de armazenagem e transporte.

Capacitação da equipe

A área farmacêutica requer a colaboração de funcionários qualificados, bem preparados e que tenham conhecimentos sólidos sobre medicamentos, incluindo a obediência às instruções do fabricante com relação ao modo de armazenamento, entrega, transporte, conferência do lote, necessidade de retenção de receita para medicamentos controlados, composição dos medicamentos, entre outras questões.

Uso de galpão logístico

Os itens farmacêuticos, especialmente os medicamentos, devem ser armazenados em locais apropriados para que as suas propriedades bioquímicas sejam mantidas. O desafio, nesse caso, é a falta de galpões que sejam dotados de licenças e certificações para funcionar e que tenham uma infraestrutura adequada para comportar esse tipo de operação e oferecer práticas adequadas de manipulação dos medicamentos.

Obtenção de licenças

As atividades de manipulação, movimentação, transporte e comercialização de certos tipos de produtos farmacêuticos estão condicionadas com a obtenção de licenças emitidas pelos órgãos competentes, como a Anvisa.

Integração entre setores

As operações de logísticas devem ser executadas de modo integrado com outros setores, como vendas, atendimento ao consumidor, financeiro etc. A integração entre todos esses departamentos vai ser determinante para o funcionamento e movimentação correta de toda a cadeia farmacêutica e de insumos hospitalares.

Assim, em caso de necessidade de reposição de estoque, a equipe consegue enviar informações para a equipe de vendas que será responsável por negociar a compra de novos produtos com as indústrias fornecedoras. Essa comunicação eficiente e ágil entre os setores vai garantir a rapidez dos processos e proporciona um serviço de alto nível.

Processos automatizados

A tecnologia pode ser uma excelente aliada para as farmácias. Nesse sentido, a automação já é considerada uma verdadeira realidade dentro do setor farmacêutico. Já existem softwares modernos disponíveis no mercado que auxiliam a otimizar todas as tarefas de monitoramento de entrada e saída de mercadorias, acompanhamento de entregas, pagamento de funcionários, controle de prazo de validade, escoamento dos produtos, precificação adequada etc.

Dicas de como otimizar a logística na indústria farmacêutica

É possível agregar eficiência e melhorar o desempenho dos processos logísticos que ocorrem dentro de uma indústria ou estabelecimento farmacêutico. Conheça algumas dicas que podem ser colocadas em prática para otimizar as operações na área logística.

Controle o fluxo de mercadorias da transportadora

A carga movimentada costuma ser frágil e corre o risco de sofrer danos e outros tipos de avarias, portanto merece cuidados especiais por parte da transportadora. Para evitar esse problema, o recomendado é fazer o monitoramento contínuo das mercadorias para garantir a entrega adequada.

Se possível, recomenda-se investir em um sistema de gestão controle de entregas que permite acompanhar a entrega em tempo real graças ao dispositivo GPS que pode ser instalado no veículo ou no próprio dispositivo móvel do motorista.

Tenha uma boa gestão de estoque

O gerenciamento de estoque (controle do recebimento, separação e saída de mercadorias) influencia diretamente na qualidade da logística farmacêutica. Portanto, o ideal é investir em uma gestão, segura e precisa.

Quais são as vantagens da otimização da logística nessa indústria?

A otimização das operações logísticas traz vários benefícios para a indústria:

  • diminuição dos custos;
  • redução de riscos e erros;
  • maior produtividade;
  • superar as demandas e garantir a satisfação do consumidor;
  • garantir o padrão de excelência em todas as condutas, sejam elas de caráter operacional e gerencial.

O mercado farmacêutico vem despontando em ritmo acelerado nos últimos anos. Esse movimento é acompanhado pela alta da competitividade e o surgimento de desafios. Nesse cenário, a logística farmacêutica é o setor responsável por garantir a qualidade dos serviços prestados, manter o controle do estoque em dia e fazer com que a empresa se destaque perante as concorrentes.

É por isso que um software de gestão é a ferramenta destinada para otimizar os processos logísticos, assegurar a boa experiência de compra dos clientes e contribuir para a melhora dos resultados.

Este post foi útil? Aproveite a visita e compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que mais pessoas entendam tudo sobre operações dentro da logística farmacêutica!

Cases de sucesso Simplus
Posts relacionados

Deixe um comentário