Gestão de varejo: entenda como otimizá-la

12 minutos para ler

Fazer uma boa gestão é essencial para alcançar resultados preestabelecidos no planejamento estratégico do seu varejo, bem como atingir as metas anuais estipuladas para a saúde financeira da empresa e superar os desafios de logística comuns nesse segmento.

Nesse sentido, existe a necessidade de entender as principais práticas para otimizá-la, bem como as estratégias mais adequadas para conseguir a satisfação dos clientes e colaboradores alinhados aos objetivos de curto, médio e longo prazo.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você entenda detalhadamente o que é a gestão de varejo, como funciona e quais são os aspectos e desafios a serem considerados. Continue a leitura e saiba mais!

O que é a gestão de varejo?

Em uma empresa, existe a necessidade de analisar continuamente as estratégias adotadas e avaliar quais delas vêm trazendo resultados positivos e quais exigem melhorias de toda a equipe.

Nesse sentido, a gestão de varejo diz respeito ao conjunto de técnicas que contribuem para um melhor planejamento e monitoramento dos recursos do negócio. Além disso, elas permitem uma avaliação mais estruturada, para que os números melhorem constantemente e de maneira sustentável.

Uma dúvida comum diz respeito ao funcionamento da gestão de varejo. A seguir, selecionamos as principais dicas que podem ser aplicadas no dia a dia do negócio. Confira!

Busque ferramentas no mercado

A primeira dica está relacionada à necessidade de buscar ferramentas que trarão melhorias para a gestão de varejo. Por meio delas, existe a possibilidade de verificar como está o seu estoque e quais são os desafios do fluxo de caixa e avaliar quais estratégias seriam mais eficazes para atrair e fidelizar o seu público.

Além disso, é possível contar com dados que trarão ganhos significativos para a tomada de decisão, como o horário de pico da empresa e o período no qual as vendas são mais promissoras.

Ir atrás de alternativas que permitirão uma gestão mais eficaz fará com que o trabalho de toda a equipe seja otimizado, além de possibilitar encontrar aquela ferramenta que se adapta às suas principais necessidades e desafios.

Assim, você terá um controle maior sobre os produtos em estoque, reduzirá os erros com a emissão de notas fiscais e poderá oferecer descontos de acordo com a realidade do negócio.

Mas como escolher o produto que mais se encaixa na sua necessidade? Destacamos:

  • entenda quais são as principais dificuldades que a sua empresa enfrenta e quais são os itens disponíveis no mercado que vão sanar essas dores;
  • avalie qual é a segurança da solução em questão;
  • verifique a confiabilidade da empresa pesquisada;
  • pesquise sobre o suporte oferecido pela equipe;
  • analise a possibilidade de integração; entre outros.

Aposte no desenvolvimento de sua equipe

Outro ponto que merece atenção por parte da gestão de varejo é o desenvolvimento da equipe. Trabalhar estratégias que motivarão os seus colaboradores contribuirá para uma redução da taxa de turnover (índice de rotatividade de funcionários em seu negócio), além de trazer uma redução de custos para a empresa.

Lembre-se sempre de que demitir e contratar profissionais gera custos financeiros e traz dificuldades para a gestão de tempo, uma vez que parte de seu quadro se dedicará a encontrar e treinar novas pessoas para as vendas.

Nesse sentido, preocupe-se com a contratação de seus funcionários, analise bem o seu perfil e entenda se, de fato, se encaixa nos valores de sua empresa. Além disso, ofereça continuamente treinamentos para o seu quadro de colaboradores, uma vez que isso fará com que se sintam valorizados, proporcionando um ambiente mais criativo e inovador.

Ofereça, também, suporte para as suas lideranças, justamente por serem essas as pessoas que permitirão o desenvolvimento de cada profissional, entendendo seus pontos fortes e fracos e trabalhando os potenciais individuais.

Promova ações para fortalecer o relacionamento com o cliente

Oferecer uma rica experiência ao cliente deve ser a preocupação de qualquer gestor, independentemente da área de atuação. No caso do varejo, não é diferente. Apostar em ações que fidelizarão as pessoas que já conhecem os seus serviços será tão eficaz quanto atrair novos públicos ao seu negócio, além de ter um custo reduzido.

Para isso, preocupe-se em entender quem realmente é o seu cliente, monitorando as pessoas que compram em sua loja. Por meio de dados, você tem a oportunidade de definir quais são os principais canais de comunicação a serem utilizados e o tom de voz adequado para a realidade de seu público, além de ficar por dentro dos principais anseios e objetivos de quem frequenta o seu negócio.

Promova, também, programas de fidelização, de modo que eles entendam o quanto a sua empresa considera cada uma das pessoas que acreditam no seu atendimento e em seus produtos.

Invista continuamente no atendimento e em pesquisas de satisfação. Coletar o feedback sincero dos clientes é fundamental para o entendimento de quais pontos devem ser melhorados para oferecer uma experiência mais rica e permitir um lançamento de produtos focado no que eles esperam.

Por fim, busque diferenciais. Entenda o que os seus concorrentes vêm fazendo e quais daquelas ações podem ser adaptadas ao seu negócio. No entanto, saiba que nem todas as estratégias adotadas por outras marcas podem ser integralmente aplicada à sua empresa. Afinal, vai depender de como o seu público se comporta e do que ele espera de seu negócio.

Saiba mais sobre a gestão de compras

A gestão de compras é uma área essencial para que o seu negócio possa obter resultados mais atrativos. Para isso, analise cada fornecedor, entenda quais deles oferecem uma boa parceria e o que pode ser aperfeiçoado no contato com cada um.

Além disso, faça o controle de entrada e saída de produtos e guarde esses dados para informações futuras. Assim, as chances de haver falta de estoque diminuem consideravelmente, justamente pelo entendimento de quais são os períodos mais promissores de sua empresa.

Não se esqueça de descrever cada produto detalhadamente, além de fazer compras programadas. Novamente, destacamos a importância de utilizar a tecnologia como aliada, uma vez que as informações de sua empresa estarão dispostas de forma simplificada para decisões estratégicas da área de compras.

Entenda a gestão de vendas

Para uma boa gestão de vendas no varejo, o primeiro passo é traçar uma jornada de compra do cliente. Entenda em quais regiões aquelas pessoas que se interessam pelo seu negócio moram e como elas chegaram até a sua loja. Ainda, identifique quais os diferenciais de seu comércio que chamaram a atenção daquelas pessoas.

Também é preciso entender o mercado, estar presente digitalmente e contar com um bom planejamento. Por meio dele, existe a possibilidade de uma análise prévia das ações a serem implementadas, além de expectativas alinhadas para determinado período.

Conheça as melhores formas de precificação em seu negócio

Não deixe de lado as estratégias mais indicadas para uma precificação eficaz de seus produtos. Para essa definição, analise quais são os custos fixos e variáveis da empresa e qual é o valor médio adotado pela concorrência, além de avaliar o ciclo de vida do produto.

Entenda, ainda, qual é o intervalo de preços de interesse de seu público e o quanto ele está disposto a pagar pelos itens vendidos em seu negócio. Assim, há a possibilidade de uma definição mais estratégica e que seja voltada para a satisfação de seus clientes, contribuindo diretamente para o aumento das vendas.

Quais são os principais pontos da gestão de varejo?

Agora que você conhece algumas das estratégias da gestão de varejo que podem ser adotadas em sua empresa, chegou o momento de entendermos outros pontos que merecem a atenção de sua equipe. Veja!

Varejo de loja física

Para uma boa gestão de varejo que conta com loja física, algumas estratégias precisam ser utilizadas e adaptadas para a sua realidade. Entre elas, a análise de dados que permitirão um estudo mais estratégico de seu negócio.

Hoje, as empresas precisam entender, de forma contínua, os hábitos de compra de seus clientes, além de contar com informações úteis que serão aplicadas nas ações para divulgar produtos de forma mais eficaz.

Outra estratégia que vem ganhando espaço é a personalização de experiências. O cliente gosta de se sentir único e de ter suas necessidades atendidas pela loja que ele busca.

Dessa forma, é preciso contar com um histórico de seus clientes, com o objetivo de enviar ofertas de acordo com a sua realidade, levando a eles itens de seu interesse.

Organização do varejo físico

A organização é fundamental para uma boa percepção do público em relação ao varejo. Nesse sentido, o primeiro passo é preocupar-se em manter o espaço físico organizado, se você tiver um.

Nesse caso, não há um modo certo e um modo errado de dispor seus produtos, uma vez que isso vai depender de como o seu público se comporta no ambiente e, também, das estratégias de vendas adotadas em sua empresa.

Porém, existe a necessidade de que esse processo seja pensado para que as pessoas que frequentam o espaço tenham comodidade, consigam encontrar os produtos com facilidade e entendam a lógica por trás da organização.

Além disso, destacamos a importância de fazer uma decoração leve e estar atento à iluminação do local. Esse último aspecto, por exemplo, é essencial para realçar os produtos que estejam expostos em sua loja, além de tornar o espaço mais agradável para quem o frequenta.

É preciso, ainda, oferecer ao cliente uma área que lhe permita circular entre as gôndolas de forma facilitada, além de vitrines que tenham uma boa visibilidade para quem frequenta o seu negócio.

Varejo sem loja física

A gestão de um varejo sem loja física precisa preocupar-se com algumas particularidades. Entre elas, a escolha de uma plataforma que seja adequada às suas necessidades.

Essas ferramentas são fundamentais para uma empresa que não conta com um desenvolvedor próprio para criar e gerenciar a sua loja e nem necessita de customização constante para atender aos objetivos do negócio.

Além disso, apostar em um sistema que contribuirá para agrupar todas as tarefas e demandas do dia a dia vai facilitar diretamente a melhora da gestão e unificar os dados em apenas uma ferramenta. Entre os ganhos dessa estratégia, destacamos:

  • melhoria na eficiência dos profissionais;
  • maior produtividade para cumprir as tarefas do dia a dia;
  • maior segurança;
  • melhor prevenção de perdas;
  • informações mais confiáveis sobre o desenvolvimento do negócio;
  • gestão mais organizada;
  • melhor controle sobre a loja.

Quais os desafios da gestão do varejo?

Com o objetivo de que estratégias eficazes para o seu negócio sejam aplicadas com êxito, é preciso ter conhecimento sobre os principais desafios para a gestão do varejo. Veja os que selecionamos a seguir!

Atender às expectativas do novo consumidor

O primeiro deles está em atender às expectativas do novo consumidor. Hoje, as pessoas vêm mudando sua forma de perceber as lojas e o atendimento que desejam receber.

Além disso, é preciso que a gestão consiga satisfazer aqueles clientes mais tradicionais, que querem um atendimento padrão, mas, também, trazer soluções para os nativos digitais, que desejam resolver todas as suas demandas de forma facilitada.

Dessa forma, é preciso pensar em um público heterogêneo. A empresa que foca os seus esforços em apenas uma parcela da sociedade corre o risco de perder oportunidades. Por essa razão, o ideal é que o seu negócio aprimore as análises e personalize as tarefas.

Integrar canais de atendimento e vendas

Preocupar-se em oferecer múltiplos canais de atendimento é outro desafio de uma gestão de varejo. Entre as vantagens observadas em adotar essa estratégia, destacamos a maior presença da marca na vida do cliente, uma vez que estar em diferentes espaços contribui para melhorar o posicionamento e para atender a um número maior de demanda.

Além disso, essa integração aumenta a credibilidade diante do cliente, traz mais oportunidades de vendas e garante um maior conhecimento sobre as pessoas que buscam pelos seus produtos e serviços.

Ao longo do conteúdo, mencionamos, algumas vezes, a importância de entender quem é o seu público, quais são os seus objetivos e o que ele consome. Estar em diferentes canais permitirá obter essas informações para analisar qual é a efetividade de suas campanhas e como elas podem ser aprimoradas.

Com este conteúdo, você ficou por dentro de informações completas sobre a gestão de varejo. Nesse sentido, é preciso buscar ferramentas que contribuam para conectar o seu negócio a atacadistas, possibilitando uma fonte única de informações, de modo a tornar o processo de cadastro de seus produtos mais eficaz.

Para saber mais sobre o tema, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e entenda como a Simplus pode auxiliar nesse processo!

Cases de sucesso SimplusPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário