Quais são os principais desafios logísticos das indústrias farmacêuticas?

6 minutos para ler

Você sabe quais são os desafios logísticos que as indústrias farmacêuticas enfrentam em suas operações? A parte da logística é um dos processos fundamentais para qualquer empresa, visto que é ela que organiza o fluxo de materiais, informações e até de pessoas para que, assim, seja possível atingir os objetivos dessa cadeia com eficiência.

Essa eficiência, no entanto, tem sido um grande impasse para a indústria farmacêutica, já que há um aumento na demanda de medicamentos por todo o país. Neste post, mostraremos alguns desses desafios e algumas formas de como é possível superá-los com maior rapidez. Acompanhe!

Ter atenção aos padrões de qualidade da Anvisa que uma empresa deve fornecer

Uma das questões mais desafiadoras para o setor farmacêutico é conseguir garantir que todos os padrões de qualidade exigidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) sejam cumpridos. Esse é o órgão do Governo Federal que fiscaliza esse serviço e que regula todas as atividades dessa indústria.

Alguns padrões que as indústrias farmacêuticas precisam cumprir incluem:

  • dispensar certos cuidados na manipulação de produtos perecíveis;
  • detalhar muito bem todas as etapas que farão parte do processo logístico do transporte e armazenagem;
  • repassar informações sobre os medicamentos que entram na classificação de controlados ou perigosos.

Além disso, a Anvisa impôs certas exigências em relação à operação do transporte de medicamentos. Por isso, qualquer empresa do ramo precisa fornecer informações precisas e detalhadas sobre a alocação de mão de obra e processos — tanto de carregamento quanto de devolução dos produtos.

Áreas segregadas para a manutenção de medicamentos

Um dos maiores desafios logísticos que as indústrias farmacêuticas enfrentam é quando acontece de algum medicamento chegar até o armazém de uma distribuidora sem a sua embalagem própria. Como precisam ser separados e embalados corretamente, é necessário que o local em que ficarão armazenados disponha de uma boa estrutura para atender esse tipo de necessidade.

Uma boa solução para esse impasse são os galpões logísticos. Além de encurtarem a distância entre a empresa e o seu estoque, eles permitem que a atividade que precisa ser desenvolvida seja realizada em um local amplo e que atenda a todas as exigências da Anvisa listadas acima.

Eficiência e flexibilidade

Como grande parte das farmácias no Brasil se encaixam nos modelos de pequeno e médio porte, os distribuidores logísticos, assim como as indústrias farmacêuticas, precisam dar uma atenção especial a esse mercado. Uma boa solução pode ser reduzir os custos operacionais e manter a qualidade das entregas. Pode ser um desafio, mas se mostra muito válido.

Disponibilizar entregas mais rápidas ou em pequenos pedidos, nesses casos, se tornam um dos grandes desafios logísticos para as indústrias desse setor. Isso porque é preciso não só que os medicamentos cheguem até os consumidores, mas que sejam entregues em boas condições. Por isso, é essencial encontrar soluções para agilizar a entrega sem que isso gere um aumento no preço final do produto.

Automatização

O segmento das indústrias farmacêuticas precisa de processos otimizados que tornem possível realizar o acompanhamento de todas as entregas e do escoamento dos produtos em questão. Essa é uma das questões mais importantes no processo e um dos desafios logísticos que mais precisam de atenção para que toda a cadeia logística seja otimizada.

Uma boa solução é contar com sistemas de alta tecnologia que permitem que essa otimização seja alcançada. Com eles, é possível que a integração das mais diversas áreas das empresas de logística e das indústrias seja favorecida. Assim, é possível ter um maior controle de todas as etapas.

Personalização

Em um mercado cada vez mais exigente como o brasileiro, em que tanto a eficácia na gestão do estoque e do abastecimento são essenciais, as indústrias farmacêuticas devem apostar em serviços que aumentem a competitividade e eficiência do setor, o que também envolve todas as etapas da cadeia logística — principalmente em relação ao transporte dos produtos.

A armazenagem dos medicamentos é um processo que exige uma gestão qualificada para que não implique em elevação de custos logísticos para as empresas, ao mesmo tempo em que o transporte dos produtos precisa contar com controle de temperatura e outros cuidados para evitar riscos à saúde do consumidor. Sendo assim, é indispensável que o transporte seja feito de forma eficaz e personalizada.

Entrega

Os desafios logísticos também envolvem a entrega dos produtos, o que demanda uma série de cuidados extras. Isso porque esse tipo de carga é muito visado por assaltantes e, por esse motivo, a segurança precisa ser um fator de extrema relevância no momento do transporte. Uma boa dica é evitar a identificação do tipo de carga na parte externa do caminhão.

Como dito anteriormente, um ponto interessante nesse processo é utilizar tecnologia que permita a monitoração da rota à distância, para que seja possível tomar providências caso eventuais desvios ou rotas não programadas aconteçam. Para que não haja a menor chance de erro, o monitoramento deve seguir até o momento exato da entrega no ponto de venda. Dessa forma, é possível evitar também a troca de lotes ou falhas na quantidade que precisa ser entregue.

Capacitação da equipe

Por fazerem parte de um setor bastante específico, as empresas desse ramo requerem colaboradores bem treinados e qualificados. Isso porque existem alguns cuidados com relação não somente do armazenamento dos medicamentos, mas também sobre a entrega que são essenciais para que a sua integridade seja mantida.

Empresas desse ramo precisam, então, trabalhar na capacitação desses colaboradores. Para atuar nessa área e lidar com os desafios de logística, é preciso:

  • seguir à risca todas as instruções do fabricante no que diga respeito a exposição à luz, umidade, temperatura e qualquer outro fator que possa interferir na qualidade dos medicamentos;
  • conferir o lote dos produtos com exatidão;
  • armazenar as embalagens de modo adequado para que a integridade do material seja mantida.

Nesse segmento, portanto, é necessário contar com profissionais muito bem preparados. Além de entenderem o que precisa ser feito, é preciso que também compreendam os motivos pelos quais é preciso agir de forma responsável com esse tipo de produto tão importante.

Como você pôde perceber, as indústrias farmacêuticas enfrentam alguns desafios logísticos em seu cotidiano que precisam ser superados. Para isso, mais uma vez reiteramos a importância de contar com tecnologia de ponta para que todos os processos envolvidos sejam otimizados.

Quer saber como é possível fazer isso? Então, entre em contato conosco agora mesmo e descubra!

Cases de sucesso Simplus
Posts relacionados

Deixe um comentário