Confira 3 dicas para melhorar canais de distribuição indireta!

4 minutos para ler

Canais de distribuição se caracterizam como meios de escoamento da produção com a função de garantir a disponibilidades dos produtos no mercado na hora certa, na quantidade necessária e custo otimizado.

Sendo assim, a gestão de canais de distribuição é uma das atividades mais importantes da indústria. Especialmente no caso de alguns produtos específicos para os quais a venda depende da disponibilização para o consumidor, essa questão assume um papel estratégico determinante.

Pensando na importância do assunto, selecionamos algumas dicas para ajudá-lo a melhorar canais de distribuição se destacar da concorrência nesse quesito. A seguir, confira!

Quais as diferenças entre canais diretos e indiretos?

Antes das nossas sugestões, se faz importante diferenciar os dois principais tipos de canais de distribuição, que são:

  • canais diretos: operados pela própria indústria, com equipe própria e total domínio sobre os processos executados;
  • canais indiretos: são os meios terceirizados de distribuição, com os quais o vínculo é apenas contratual, como representantes comerciais, revendas, distribuidores e franquias.

O que muda de um modelo para o outro é que o controle dos detalhes é maior nos canais diretos, mas a expansão é mais difícil, além de demandar mais investimentos próprios.

Por isso, normalmente, a distribuição direta é adotada nos negócios e regiões onde não há disponibilidade de contratação de terceiros ou em razão de uma demanda estratégica.

Como melhorar canais de distribuição indireta?

Sendo assim, vamos focar nossas dicas na distribuição indireta. Confira nos tópicos a seguir!

1. Estruture-se para oferecer suporte

Não é porque você terceiriza a atividade que vai abrir mão de se preocupar com a qualidade e eficiência. Afinal, a experiência final entregue ao consumidor depende desse controle.

Sendo assim, a nossa primeira dica envolve a estruturação da sua empresa para oferecer o suporte que os canais escolhidos requerem, o que pode incluir orientação técnica, treinamentos e parceria em ações promocionais.

2. Garanta um bom fluxo de comunicação

Um processo otimizado de produção por meio dos canais começa com o fluxo de comunicação. Os dados e indicadores precisam circular, o que depende de plataformas que centralizem a integrem toda a informação necessária para a tomada de decisão e para a avaliação situacional.

Em alguns casos, pode haver um excesso de informação, enquanto, em outros, o problema está na falta ou no bloqueio delas. Sendo assim, o seu desafio é buscar o equilíbrio no volume de informações e a qualidade do conteúdo compartilhado.

3. Adote as tecnologias certas

As mudanças estimuladas pela transformação digital se caracterizam, basicamente, como uma nova forma de tratar dados. É justamente o modo como os usamos que permite levantar informações mais detalhadas sobre o consumidor para que, com base nelas, a empresa seja capaz de entregar um valor que o consumidor reconheça como superior.

Para conseguir isso, as marcas precisam de sistemas capazes de otimizar os processos envolvidos, diminuir retrabalho, aumentar a produtividade e a agilidade.

Agora que você sabe como melhorar canais de distribuição, pode elaborar uma estratégia mais lucrativa e eficiente. Enquanto busca os meios de fazer isso, lembre-se de que muitas empresas usaram a distribuição para crescer, buscando atuar em locais com pouca concorrência, diminuindo o prazo de entrega ou desenvolvendo um atendimento de excelência, por exemplo.

Para facilitar e aprimorar a gestão de canais, você ainda pode contar com plataformas de cadastro de produtos, que são ótimas para compartilhar esses dados com segurança.

Sabendo dessa oportunidade, entre em contato com a nossa equipe para conhecer todas as vantagens que a sua empresa pode ter ao contar com esse compartilhamento!

Cases de sucesso SimplusPowered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário